quinta-feira, 25 de Abril de 2013

Notícias: Extensão de Taveiro faz dois anos.


Está quase a completar dois anos a presença, em Taveiro, de uma extensão do Centro Humanitário do Baixo Mondego – o organismo que resultou da fusão das delegações de Pereira e de Carvalhais de Lavos da Cruz Vermelha Portuguesa.



Desde esse 22 de junho de 2011, até ontem, a equipa de emergência já atendeu nada menos do que 913 situações – o que se pode, aliás, constatar na placa que indica o número de vidas salvas.

in.:www.asbeiras.pt/

Notícias: Prova de BTT em Alpendurada e Matos. Apoio CVP Marco Canaveses.


CVP Delegação de Marco de Canaveses em apoio



Depois de no passado dia 6 de Abril durante todo o dia, a delegação de Marco de Canaveses da Cruz Vermelha Portuguesa ter estado a prestar apoio numa prova motorizada de enduro realizada pelo MOTOR CLUBE DE SOALHÃES percorrendo caminhos e trilhos da freguesia, chegou agora a vez de a nossa delegação estar presente no apoio a uma prova de BTT levada a cabo pela associação “OS DEZ MAIS” de Alpendurada e Matos. 

Eu sou Voluntário da CVP! E qual é o teu super poder?


segunda-feira, 22 de Abril de 2013

Notícias: Esposende apoia a CVP Marinhas.

A Câmara Municipal de Esposende acaba de aprovar a atribuição de 8 mil euros à Delegação de Marinhas da Cruz Vermelha Portuguesa. O subsídio serve para dar continuidade às obras que o edifício tem sofrido ao longo dos anos e para a aquisição de uma nova ambulância.



  http://www.localvisao.tv/index.php/porto-e-minho/973-apoio-a-cruz-vermelha

CVP em acção: Intervenção CVP Amadora no jogo Benfica-Sporting.


Incidente no trânsito provoca único detido antes do «derby»

A PSP deteve apenas uma pessoa este domingo durante a operação de segurança antes do «derby» lisboeta, entre o Benfica e o Sporting, por resistência e coação a agente, num incidente de trânsito.

Segundo o oficial de relações públicas da PSP, o subcomissário Jairo Campos, «é impossível relacionar diretamente a detenção com o jogo, por se ter tratado de uma questão de trânsito».



A PSP informou também que a Cruz Vermelha Portuguesa assistiu quatro pessoas nas imediações do Estádio da Luz, em Lisboa, onde o jogo começou às 20.15 horas. Tratou-se de um ferido ligeiro, um caso de embriaguez e duas crises de ansiedade.


In:abola.pt

quinta-feira, 18 de Abril de 2013

CVP em acção: Naufrágio ao largo da Cova-Gala, Figueira da Foz fez 2 mortos.


Duas pessoas morreram num naufrágio ocorrido na tarde desta quarta-feira, na praia do Cabedelo, na Figueira da Foz. Uma das vítimas mortais era um dos cinco tripulantes do veleiro "Meri Tuuli", de bandeira alemã, que naufragou. A outra era um agente da Polícia Marítima, que seguia na lancha de socorro que acabou por virar.

De acordo com um comunicado da Marinha, o alerta foi dado às 17h58, através de um veleiro que se encontrava próximo do local, tendo a Capitania do Porto da Figueira da Foz assumido a coordenação da acção, “empenhando para esse efeito uma lancha e uma mota de água da estação salva-vidas da Figueira da Foz”, com o apoio de uma lancha semi-rígida da Polícia Marítima.

“No decorrer da ação de resgate e devido às condições de mar no local, a embarcação da Polícia Marítima acabou por virar, tendo os três elementos caído à água. Os cinco tripulantes do veleiro e os três agentes da Polícia Marítima foram resgatados da água havendo a lamentar o falecimento de um dos tripulantes e de um elemento da Polícia Marítima”, refere o mesmo comunicado. 

Na sequência do resgate, oito pessoas deram entrada no hospital distrital da Figueira da Foz: os cinco tripulantes do veleiro e os três elementos da Polícia Marítima. As duas mortes confirmadas são de um tripulante do veleiro, de 47 anos, e de um elemento da Polícia Marítima, de 41 anos. A causa das mortes foi afogamento, referiu o director clínico do hospital, Adriano Rodrigues.

Dois dos outros quatro tripulantes do veleiro estão feridos, com lesões traumáticas, e os outros dois apresentam sintomas de hipotermia, tal como os dois elementos da Polícia Marítima.

Vários meios estiveram envolvidos na operação, desde Polícia Marítima, bombeiros voluntários e municipais da Figueira da Foz, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), Cruz Vermelha Portuguesa, PSP e GNR e um helicóptero da Protecção Civil. Dezenas de moradores nas imediações também ajudaram no resgate.


in.: publico.pt



TODAS as Fotos com direitos reservados! Fotos por Mané amaro!     (www.facebook.com/ManeAmaroPhotografy)






TODAS as Fotos com direitos reservados! Fotos por Mané amaro!     
(www.facebook.com/ManeAmaroPhotografy)





TODAS as Fotos com direitos reservados! Fotos por Mané amaro!     
(www.facebook.com/ManeAmaroPhotografy)



Notícias: Campanha CVP e Continente para recolha de alimentos.


 No âmbito do programa Missão Sorriso, o Continente está a  organizar nos próximos dias 20 e 21, em parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa, uma campanha de recolha de alimentos nas 180 lojas da empresa em Portugal (continente e ilhas).




“Todos os portugueses podem aderir a esta causa e contribuir com produtos como o arroz, massa, enlatados diversos, leite, açúcar, sal grosso, bolachas, leite em pó, papas lácteas para bebé, café solúvel, chá (saquetas), barras energéticas/cereais, entre outros bens essenciais”, explica o Continente em nota de imprensa.


Os bens doados serão distribuídos por famílias carenciadas, identificadas pelas cerca de 100 delegações da Cruz Vermelha Portuguesa, de acordo com as necessidades mais urgentes de cada região, a nível nacional.


in.: http://marketeer.pt/

Notícias: CVP Setúbal recebe equipamentos.


Delegação de Setúbal da Cruz Vermelha Portuguesa recebe equipamento de emergência médica.



A delegação de Setúbal da Cruz Vermelha Portuguesa acaba de receber equipamentos essenciais à Estrutura Operacional de Emergência, fruto de um donativo feito pela MiniSom, empresa especialista em audição e aparelhos auditivos pertencente ao Grupo AudioNova. Os aparelhos adquiridos – um rádio e dois equipamentos de desfibrilhação automática externa – serão distribuídos entre a sede da delegação, em Setúbal, e as ambulâncias de emergência médica da região, para utilização em qualquer situação de emergência no concelho de Setúbal. 



 Para Carlos Cevada, Coordenador Local de Emergência da delegação de Setúbal da Cruz Vermelha Portuguesa, “O donativo da MiniSom é muito importante para a instituição, na medida em que reforça a capacidade operacional dos elementos (voluntários e profissionais) da emergência. Com estes aparelhos, elevamos as probabilidades de sobrevivência da população da região e da possível reversão de situações de paragem cardiorrespiratória com a adição de um dos elos da cadeia de sobrevivência: o Desfibrilhador Automático Externo”. 




 “Este donativo faz parte de uma estratégia integrada de responsabilidade social da MiniSom, que procura fomentar, promover e contribuir para a saúde dos portugueses, em qualquer das suas valências. Estamos conscientes que, enquanto empresa, devemos manter um papel ativo e um impacto positivo na sociedade e este donativo representa apenas um pequeno gesto que poderá ter um potencial impacto positivo em milhares de pessoas na região”, acrescenta ainda Miguel Bragança, Diretor de Comunicação da MiniSom. 


 A história da MiniSom começa em 2000 mas é em 2008 que a empresa assume a designação atual e integra o grupo AudioNova, um dos maiores grupos europeus de retalho de aparelhos auditivos, sedeado na Holanda e presente em 13 países europeus. Atualmente, a MiniSom disponibiliza os aparelhos mais inovadores, das principais marcas, através dos seus mais de 50 centros próprios. 


 Criada em 1865, a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) é a sociedade nacional portuguesa do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. É uma instituição humanitária de utilidade pública, destinada à defesa da paz, do respeito pela dignidade humana, da minimização dos efeitos da guerra e promoção da vida e da saúde.


in.: http://local.pt/

Notícias: Novos Camaradas @ CVP Alenquer.


Novos socorristas da Cruz Vermelha Portuguesa, Delegação de Alenquer juram compromisso de honra.



Momento alto da cerimónia foi a imposição da boina aos novos elementos


Após um período de formação, dez novos voluntários integraram no sábado, oficialmente, a delegação de Alenquer da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) como novos membros activos. A cerimónia, que teve lugar no pavilhão polidesportivo da Associação Desportiva do Carregado, no Carregado, contou com a presença de Carlos Pimenta Araújo, assessor do presidente nacional da Cruz Vermelha Portuguesa e dos presidentes das câmaras de Alenquer e de Sobral de Monte Agraço, Jorge Riso e António Lopes Bogalho respectivamente, entre outras entidades.
Antes do juramento do compromisso de honra realizaram-se algumas intervenções, com  o presidente da Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa de Alenquer, Ramiro Rodrigues, a exortar os novos alistados a comungarem de princípios que são caros à instituição, como “união, camaradagem, esforço e dedicação”.
O momento alto da cerimónia foi o juramento de fidelidade dos novos voluntários, durante o qual foram relembrados aos 10 recém-formados os princípios fundamentais da Cruz Vermelha: Humanidade, Imparcialidade, Neutralidade, Independência, Voluntariado, Unidade, Universalidade”, tal como “servir a Cruz Vermelha e responder com prontidão em caso de emergência”. Seguiu-se a colocação da boina que simboliza a aptidão para as funções de socorrista.

in.maisalenquer.blogspot.pt/